O Limite

(Rafael Pompeu)

Você vai olhar além,
Além do que te convêm
Fazer o bem sem olhar a quem
Você vai sonhar também,
Com aquilo que ainda não tem
Sonhar faz bem, ninguém vive sem

O limite está na cabeça
De quem é limitado
E vive preso aos dogmas do passado
O limite está na cabeça
De quem é limitado
Jogue-se a um futuro inusitado

Há muito mais pra ver,
Saia dessa avenida
Traga algo novo pra sua vida
Há barreiras invisíveis
Que você terá que vencer
É tudo novo, mas não há o que temer

O limite está na cabeça
De quem é limitado
E vive preso aos dogmas do passado
O limite está na cabeça
De quem é limitado
Jogue-se a um futuro inusitado